Nas Ruas

Qua, 02/01/2019 | Atualizado em: 02/01/2019 às 05h02


Nas Ruas

DEVOÇÃO Povo de fé vai em busca de proteção

Murilo Melo e Marjore Moura
A+ A-

À medida que o sol ganhava força no começo da manhã de ontem, centenas de fiéis começavam a lotar a Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, no Comércio, para dar início aos ritos de uma das mais tradicionais festas populares da capital baiana: a que homenageia o Senhor Bom Jesus dos Navegantes e Nossa Senhora da Boa Viagem.

Como ponto de partida, o arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, dom Murilo Krieger, presidiu uma missa às 8h, onde discursou sobre "renovação de esperança", pediu paz aos baianos e desejou que "este ano seja de luz e amor".

À reportagem, Krieger disse que Bom Jesus, o santo responsável por guiar os que se aventuram pelo mar, significa proteção e doação de graças divinas durante todo o ano. "É sempre bom começar o mês de janeiro reunido com o povo de fé, amanhecer pedindo a bênção do Salvador. Não sabemos o que nos espera em 2019, mas podemos confiar no amparo de Deus para que tudo dê certo", pontuou.

Quando o relógio marcou 9h30, delimitando o fim da missa e o começo da procissão, os sinos soaram e os homens da Congregação da Conceição da Praia desfilaram no corredor central da igreja com Bom Jesus dos Navegantes e Nossa Senhora da Boa Viagem. Cada imagem em um andor que, segundo a igreja, chega a pesar quase 400 quilos.

Do lado de fora da paróquia, alguns fiéis diziam não conseguir sair do lado do santo crucificado e tentavam tocar a imagem a todo custo. Até chegar ao 2° Distrito Naval, a poucos metros da igreja, era possível ouvir aplausos, cânticos católicos e rezas.