Nas Ruas

Qua, 05/12/2018 | Atualizado em: 05/12/2018 às 05h01


Nas Ruas

Diagnóstico Cresce número de testes e tratamentos para prevenção ao HIV

Raul Aguilar
A+ A-

O número de testes rápidos para diagnóstico do vírus HIV fornecido pelo SUS no país, em 2018, chegou a 12,5 milhões de unidades, 700 mil unidades a mais que em 2017.

Foi através de um teste rápido que a auxiliar de saúde bucal Elisabeth Gonçalves Dias (nome fictício), 49 anos, descobriu que havia sido contaminada pelo vírus HIV, em 2012. "Me recordo que, alguns meses antes do diagnóstico, me furei recolhendo um material utilizado em um tratamento bucal e não me preocupei. Não era a primeira vez que me cortava recolhendo os materiais. Isso acontece muito na profissão, às vezes não dá para evitar ", revelou Elisabeth.

Ela conta que lidar com o diagnóstico foi difícil, e que, na época, tinha poucas informações sobre a profilaxia pós-exposição (PEP). "O dentista não pergunta se o paciente tem HIV ou não, e, muitas vezes, por medo ou receio de ser vítima do preconceito, o paciente não fala da doença, sem falar dos que não sabem. É preciso melhorar os equipamentos dos profissionais de saúde e aumentar o número de informações sobre a PEP. Se eu soubesse tinha feito sem pensar duas vezes", afirmou Elisabeth.

Em 2015, a Bahia registrou 31 casos de profissionais de saúde infectados por HIV e hepatite.