Plantão

Ter, 04/12/2018 | Atualizado em: 04/12/2018 às 05h01


Plantão

Viúva diz que polícia está errada

Raul Aguilar
A+ A-

Foi enterrado ontem o corpo do professor de jiu-jitsu Irailson Gama da Costa, 35 anos, morto durante uma abordagem policial na última quarta-feira (28/11), na altura da avenida Terminal da França, no bairro do Comércio.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) emitiu uma nota informando que Irailson e outro homem, não identificado, estariam a bordo de um veículo HB20 Cinza com restrição de roubo, realizando assaltos e que foram mortos ao reagiram uma abordagem da Rondas Especiais da Polícia Militar Baía de Todos os Santos (Rondesp/BTS), na região do Comércio.

A viúva da vítima, Marta Helena Villas Boas, contesta a versão da polícia. "Meu marido saiu para treinar na quarta e foi assassinado. A polícia conta história, aborda achando que é qualquer um e faz o que quer. A SSP me ligou relatando que soube do caso pela imprensa, disseram que não sabia nada sobre o ocorrido, e olha que fui em várias delegacias antes de ir ao IML. Eu vou entrar com uma ação contra o Estado. Eles viram que Sinho era um professor, de boa índole, e, para justificar o que disseram, criaram toda essa história", afirmou.