Esporte

Qui, 01/11/2018 às 14h45


Esporte

Baêa chuta sonho pra longe

Léo Santana
A+ A-
Muita luta e suor na Baixada Jogadores do Esquadrão demonstraram raça em Curitiba, mas desclassificação acabou abatendo todo o grupo - felipe oliveira / ec bahia / divulgação
Muita luta e suor na Baixada Jogadores do Esquadrão demonstraram raça em Curitiba, mas desclassificação acabou abatendo todo o grupo
felipe oliveira / ec bahia / divulgação

A trajetória e o sonho do Bahia na Copa Sul-Americana se encerrou na marca da cal. Após fazer uma boa partida e derrotar o Atlético-PR por 1 a 0, em plena Arena da Baixada, na noite de ontem, o Tricolor acabou vacilando na disputa de pênaltis, sendo batido por 4 a 1 e foi eliminado da competição continental nas quartas de final.

Com o time bastante modificado pelo técnico Enderson Moreira, já que os titulares Jackson, Ramires, Gregore e Edigar Junior iniciaram a partida no banco de reservas, o Esquadrão venceu a equipe paranaense no tempo regulamentar por 1 a 0 com gol do zagueiro Douglas Grolli. No entanto, o duelo foi para as penalidades máximas, já que o confronto de ida acabou com o triunfo do Furacão por 1 a 0, e aí Vinicius e Zé Rafael chutaram para longe a chance de classificação à próxima fase.

O Bahia iniciou a partida bem postado defensivamente e marcando a saída de bola atleticana. A primeira boa chance do jogo foi do Atlético-PR, com o atacante Pablo, em cobrança de falta, aos 8 minutos.

Aos 17 minutos, o Esquadrão teve um gol anulado. Zé Rafael pressionou a defesa do Furacão e a bola sobrou para Junior Brumado, que chutou para o gol e marcou. Porém, o auxiliar anulou o tento, alegando falta no início do lance.

O jogo seguiu com muita vontade de ambos os lados, mas sem chances de perigo. O Atlético-PR chegou a assustar com o meia Raphael Veiga, que chutou de longe e a bola passou raspando a trave do goleiro Douglas aos 33 minutos. O atacante Marcelo Cirino ainda desperdiçou mais uma chance aos 40 minutos.

Já nos acréscimos, o Esquadrão conseguiu abrir o placar. Após cobrança de lateral de Léo, Nilton chutou a bola dentro da área e Douglas Grolli desviou para os fundos das redes, aos 46, anotando o gol do Bahia no fim do primeiro tempo.

Na segunda etapa o Furacão foi pra cima do Tricolor em busca do empate. A equipe paranaense teve boas chances com Raphael Veiga e Pablo, aos 18 e 21 minutos, respectivamente.

Muito bem na defesa, o Tricolor conseguiu segurar o resultado positivo e o Furacão só assustou mais uma vez com o centroavante Pablo, aos 41 minutos. No entanto, o placar seguiu inalterado e a decisão da vaga foi para as penalidades.

Na cobrança de pênaltis, Vinicius chutou nas mãos do goleiro Santos e Zé Rafael isolou a bola na arquibancada. Apenas Edigar Junio converteu a cobrança para o Bahia. Do outro lado, muita competência: Jonathan, Raphael Veiga, Lucho e Pablo marcaram todos os gols e selaram a eliminação do Bahia na 'Sula', decretando o fim do sonho tricolor no torneio.

Agora, resta ao Esquadrão disputar o Campeonato Brasileiro e se livrar do rebaixamento à Série B. No próximo domingo, o time do técnico Enderson Moreira volta à campo diante da Chapecoense, às 18h (de Salvador), na Arena Fonte Nova.