Esporte

Seg, 29/10/2018 | Atualizado em: 29/10/2018 às 05h00


Esporte

Antecipado Hamilton não vence, mas leva o título

Amanda Souza*
A+ A-

Lewis Hamilton escreveu de vez o seu nome no livro da história da Fórmula 1. Mesmo chegando em 4º lugar no GP do México, o britânico levou a taça de campeão.

O corredor da Mercedes garantiu o pentacampeonato da categoria máxima do automobilismo mundial antes da última corrida da temporada. Sebastian Vettel se esforçou para adiar o momento para que a decisão fosse no GP do Brasil, daqui a duas semanas, mas ficou apenas em segundo lugar.

A corrida foi de Max Verstappen. O piloto da Red Bull fez uma excelente largada, pulando da segunda posição para a liderança ainda na primeira curva. Assim seguiu, solitário, até o fim da prova, quando garantiu a sua quinta vitória na carreira e revelou que a "largada foi crucial".

Mas o início foi emocionante para todos. Daniel Ricciardo, dono da pole position, viu Hamilton partir da terceira colocação e ficar entre ele e Verstappen, que não demorou a assumir a ponta.

O top 10 do GP do México terminou na seguninte ordem: Max Verstappen, da Red Bull, Sebastian Vettel, da Ferrari, Raikkonen também pela Ferrari. Hamilton veio em quarto com a Mercedes, seguido pelo companheiro de escuderia, Valtteri Bottas. Depois deles, Hülkenberg, pela Renault, Charles Leclerc, pela Sauber, Vandoorne, da McLaren, Ericsson, pela Sauber, e, em 10º, Pierre Gasly da Toro Rosso. Daniel Ricciardo, que largou na pole position, acabou a corrida na 17º posição.

Ao fim da corrida, o grande campeão da temporada comentou o resultado construído. "É um sentimento muito estranho. Não foi vencido aqui, foi vencido com muito trabalho em diversas corridas", disse Hamilton.

*Sob a supervisão do editor Léo Santana