Nas Ruas

Seg, 29/10/2018 | Atualizado em: 29/10/2018 às 05h00


Nas Ruas

Que zona! Eleitores ansiosos disputam corrida

Tânia Araújo
A+ A-

Quando o ponteiro do relógio marcou exatamente 8 horas, os portões do colégios eleitorais foram abbertos no país. No Colégio Luiz Viana, localizado no bairro de Brotas, em Salvador, apontado como o colégio eleitoral com maior número de eleitores da cidade, são mais de 16 mil votantes, o cenário se assemelhava ao início de uma maratona.

No meio da correria, com direito a esbarradas e empurrões, as pessoas estavam ansiosas para votar nesse segundo turno das eleições presidenciais de 2018. Como na Bahia não houve segundo turno para governador, a votação ocorreu de forma mais rápida e tranquila.

A galera precisou somente digitar dois números e finalizar o voto. "Não se passava nem 10 minutos na fila", segundo Renato Dal Col, que se mudou recentemente para Salvador, vindo de São Paulo, e foi votar junto com seu filho de 7 anos e sua esposa. "Agora vamos poder aproveitar o dia. Mesmo com chuva, em Salvador temos muitas opções de lazer", completou.

Magna Santos, de 23 anos, esteve no colégio para poder justificar a sua ausência em sua zona eleitoral. "Eu sou do interior da Bahia, mas meu título é de São Paulo, onde estive morando. Mas, agora que retornei para Salvador, não tive como transferir, então, precisei justificar, bem chato isso", contou.

Já Thiago Oliveira, de 38 anos, resolveu inovar. Ele chegou em um skate usando um remo improvisado para se locomover estilo "standup paddle", mas no asfalto. "Não demorei nem 5 minutos para votar, foi super-rápido, até no primeiro turno eu não tive dificuldades, agora eu vou é curtir meu dia", afirmou.

Clóvis Bonfim dos Reis, morador da Cruz da Redenção também não se queixou. Foi o segundo de sua seção, não levou nem dois minutos para concluir o voto. "Mas no primeiro turno fiquei mais de 40 minutos", lembrou.