Tá Quente!

Sex, 19/10/2018 | Atualizado em: 19/10/2018 às 07h03


Tá Quente!

Bafão! Haddad quer Bolsonaro fora

Nana Matos e Juliana Dias
A+ A-

A TARDE SP E BSB

O Partido dos Trabalhadores e o presidenciável Fernando Haddad entraram com ação no TSE e na Polícia Federal para investigar possíveis práticas criminosas cometidas por Jair Bolsonaro (PSL), e pelas empresas que o apoiam, cobrando da Justiça Eleitoral punição para o candidato por prática de Caixa 2, como denunciou ontem reportagem da Folha de S.Paulo.

De acordo com a matéria, empresas ligadas a Bolsonaro financiaram campanhas no WhatsApp onde espalhavam notícias falsas sobre Haddad e a coligação. As mensagens eram enviadas para uma base de contatos vendida por agências de estratégia digital e para a própria base do presidenciável. Os contratos custaram cerca de R$ 12 milhões.

Na ação enviada ao TSE, o PT pediu o que o WhatsApp pare de enviar as fake news em até 24 horas. Além disso, o partido pediu que o candidato do PSL seja impugnado e fique inelegível para as próximas eleições.