Viver Bem

Ter, 16/10/2018 | Atualizado em: 16/10/2018 às 05h21


Viver Bem

A saúde na ponta dos dedos

Nágila Santana
A+ A-

Sabe aquela alteração de cor, opacidade, formato, relevo ou espessura e fissuras em suas unhas? Pois é! Tenha cuidado, pode ser sinal de alguma doença. Ao perceber mudanças como essas, procure rapidamente um médico dermatologista. "Cada diagnóstico feito requer um tratamento específico, por isso, a avaliação médica é tão importante. Por exemplo, se a alteração na unha for orinária de uma anemia, deve ser tratada a doença e, assim, as unhas retomarão seu estado saudável", explica Luciana Maluf, dermatologista e consultora de beleza. Quando o corpo não está bem, ele começa a apresentar sinais e com as unhas não é diferente. Elas são estruturas compostas por queratina e têm a função de proteger a ponta dos dedos de diversos tipos de traumas. Através do aspecto apresentado, é possível identificar uma série de doenças como problemas no fígado, rins, diabetes, insuficiência cardíaca, meningite e anemia. "É importante sempre examiná-las. Verificar brilho, relevo liso, firmeza e se não há alteração na coloração", explica. Outro fator que a médica chama atenção é com relação à retirada das cutículas. "O ideal é não retirar a cutícula, pois, ela tem um importante papel na proteção e firmeza das unhas. O corpo humano é todo interligado, portanto vale um check up geral dos exames laboratoriais anualmente, avaliando as funções dos órgãos internos e hormônios, sendo assim conduzido conforme alteração detectada", ressalta. Com relação aos cuidados com as 'garras' a partir da identifiação de problemas, a dermatologista afirma que uma análise tem que ser realizada. "Existem diversos produtos no mercado para hidratação, dureza e firmeza das unhas. O ideal é uma análise com seu dermatologista para identificar o que a unha está realmente precisando e, assim, direcionar corretamente o tratamento", finaliza.