Te Contei?

Seg, 15/10/2018 | Atualizado em: 15/10/2018 às 05h01


Te Contei?

Samba do Recôncavo

Aina Soledad
A+ A-

"Quem não gosta de samba bom sujeito não é", já dizia Dorival Caymmi em 'O Samba da Minha Terra'. O ritmo nasceu na Bahia e continua sendo destaque no Brasil e pelo mundo a fora. Nesse universo, há 16 anos, o grupo Viola de Doze, com os irmãos Helon Neves e Menininho no vocal, garante espaço no cenário musical com o autêntico samba de roda do recôncavo baiano. O grupo lançou recentemente o novo CD 'Viola de Doze Samba de Raiz' nas plataformas digitais. O disco é composto por 12 canções, sendo 10 inéditas e dois pot-pourris.

"Vale super a pena conferir. Está muito legal e conta com a viola de doze cordas e alguns instrumentos domésticos, como pratos, bacias de alumínios, machucador de tempero. E vou logo avisando: quem não ouviu, dê logo um jeito de baixar e ouvir", orientou o vocalista Helon Neves.

Já o clipe da música carro-chefe da banda, 'O Movimento É Assim', que tem composição de Jean Carvalho e Wostinho Nascimento, está estourado desde o lançamento, que ocorreu também em setembro deste ano. "Oxe, já contamos com mais de 145 mil visualizações", comemorou Helon. Para ele, o cenário do samba na Bahia vive um momento positivo, de fortalecimento e organização.

E as novidades vão além do disco. O Viola agora tem uma nova produtora, a PKS Produções com empresário Roberto Santana. Helon é só elogio a nova fase do grupo: "Ele vem mudando a cara da Viola de Doze e do samba da Bahia".

A agenda do grupo está recheada. Nos dias 21 e 28 de outubro eles estarão em Valença e Santo Amaro, respectivamente. Já os primeiros shows de novembro serão no dia 04, em Camaçari, e 09 na Praça Tereza Batista, no Pelourinho, em Salvador.