Esporte

Sex, 05/10/2018 | Atualizado em: 05/10/2018 às 06h58


Esporte

Pra voltar a sorrir, leão!

Amanda Souza*
A+ A-

A reta final do Brasileirão se aproxima e nada mais preocupante que chegar à esta altura na berlida. Pensando nisto, o Vitória recebe o Santos, hoje, às 21h30, para tentar se reerguer.

Depois de três resultados nada bons em sequência, a equipe de Paulo Cézar Carpegiani se prepara para enfrentar o time que lhe aplicou o maior número de gols no campeonato: foram cinco.

Neste cenário nada favorável, o Rubro-Negro terá o compromisso de vencer o Santos para tentar emplacar uma nova sequência positiva, como aconteceu há algumas rodadas.

Para o volante Willian Farias, recuperado e provável titular, o objetivo agora é atingir a probabilidade numérica para permanecer na Série A.

"Vencendo cinco partidas, não corre o risco. A gente sabe que tem um 'número mágico', 45 pontos, e temos que fazer o quanto antes para não correr o risco que corremos nos outros anos".

O Santos, neste momento, parece o pior dos adversários que o Vitória poderia ter. Numa comparação estatística, o Alvinegro Praiano é o time que mais fez gols em jogadas de contra-ataque na competição: 11 gols no total.

Do outro lado, além de ser a defesa mais vazada, o Vitória foi a equipe que mais sofreu gols com esse tipo de jogada: 10; o que representa cerca de 20% do total sofrido.

Farias admite que o momento não é dos melhores, e, mesmo sem estar em seu perfeito ritmo, entende que não é momento de lamentações.

"Temos que superar isso. É um jogo difícil, e se não está no ideal, tem que buscar forças para que esteja", garantiu o volante.

Apesar das boas expectativas acerca do futuro, William não nega que o ambiente está fragilizado. "Incomoda porque há duas rodadas estávamos vislumbrando algo mais acima", disse.

À disposição depois de um bom tempo inativo, Farias voltou aos gramados na última terça, num jogo da equipe Sub-23.

"Até encontrei facilidade no jogo. Me senti bem e tô recuperado. Ritmo é importante".

Para hoje, Carpé não conta com Léo Gomes e nem com Neilton, que cumprirão suspensões pelos cartões no jogo contra o Inter.

Assim, Farias deve assumir a vaga na frente de zaga e a briga pelo lugar de Neilton fica entre Erick e Lucas Fernandes.

Para a partida em casa, Farias reafirmou a importância da presença do torcedor no Barradão, em especial numa partida como a de hoje.

Pensando no triunfo, o volante convocou: "Nós também ficamos apreensivos com o momento instável, mas que eles venham aqui não pra ver o Willian, o jogador X, que venham pelo Vitória. O Vitória precisa deles", afirmou.

*Sob a supervisão do editor Léo Santana