Plantão

Qua, 03/10/2018 | Atualizado em: 03/10/2018 às 09h19


Plantão

Protesto Galera do Pela Porco reclama de ações da PM

Raul Aguilar
A+ A-

Moradores fizeram uma manifestação na manhã de ontem, na rua Fortunato Benjamin Saback, no bairro Sete Portas, por causa da prisão de quatro jovens, no último domingo. Segundo os presentes no protesto, as ações policiais realizadas na comunidade Pela Porco são "violações aos direitos humanos".

Uma moradora, que não quis se identificar por medo, afirmou que os jovens foram presos na saída de uma partida de futebol.

"Os rapazes tinham acabado de terminar o baba quando os policiais do Pelotão Tático Operacional chegaram até eles e forjaram drogas para levá-los até a delegacia. Esse tipo de ação aqui é rotina", garantiu a moradora.

Outra mulher contou que a Polícia Militar não respeita os moradores, principalmente as tropas de elite da corporação: Rondas Especiais (Rondesp) e Pelotão Tático Operacional (PETO).

"A Peto e a Rondesp chegam aqui aterrorizando. Eles revistam até crianças de dez anos. E, quando a gente vai reclamar, eles chamam a gente de 'p...', e mandam a gente se afastar para não levarmos bala", disse.

Um morador afirmou que, se os atos de violência continuarem, ocorrerão novas manifestações. "Se a polícia não começar a nos respeitar, vai ter mais protestos", explicou.