Plantão

Sáb, 29/09/2018 | Atualizado em: 29/09/2018 às 05h01


Plantão

Sol agora só se for quadrado

Raul Aguilar
A+ A-

Quando saíram para curtir uma tarde na praia da Paciência, na última quinta-feira, no Rio Vermelho, o quarteto Mateus Nascimento dos Santos, apelidado de Gordo, José Nilton Carvalho dos Santos, conhecido como Do Milho, Leandro Lima Souza, vulgo Gueguel, e Luiz Henrique Ferreira Cerqueira, que é chamado de Dan, não imaginou que estava sendo monitorados por policiais das Rondas Especiais (Rondesp) Atlântico e Baía de Todos os Santos (BTS), e por agentes da Polícia Federal.

Enquanto os homens bebiam, faziam selfies e mergulhavam, os policiais cercavam a praia e acertavam os últimos detalhes da prisão, que ocorreu quando eles curtiam o sol.

Com o quarteto, foram apreendidos um colete de uma empresa de segurança, 2 kg de cocaína, meio quilo de maconha, quatro balanças de precisão e R$ 325 em espécie.

A polícia informou que, além do crime de tráfico, os homens são suspeitos de fazer parte de uma quadrilha de ataques contra carros-fortes.

A SSP informou que Do Milho tem atuação no bairro do Engenho Velho da Federação, onde é apontado como autor de vários assassinatos de rivais.

A polícia acredita que a quadrilha esteja por trás da tentativa de assalto a um carro-forte que abastecia uma casa lotérica, no bairro de Águas Claras, no último dia 19. A tentativa terminou com um criminoso morto e quatro pessoas baleadas.