Tá Quente!

Sáb, 29/09/2018 | Atualizado em: 29/09/2018 às 05h01


Tá Quente!

Com tudo! Candidatas trans pedem 'passagem'

Aina Soledad
A+ A-

Em Salvador, apenas duas mulheres trans entraram na disputa das eleições de 7 de outubro: Keity Brasil (PV), candidata à deputada estadual e a primeira vereadora transexual de Salvador; e Leo Kret do Brasil (DEM), que pretende representar a Bahia como deputada federal.

"Na Bahia não temos quem levante a nossa bandeira", afirma Léo Kret. Segundo ela, sua atuação será pautada na luta pelos direitos da comunidade LGBT.

"Só de estar lá (em Brasília) já é uma representação enorme. Pretendo continuar lutando pelo público LGBT, assim como fiz enquanto vereadora", disse.

Representante da classe há nove anos, o desejo de Keity de exercer uma função pública surgiu na última eleição, quando foi candidata a vereadora da capital baiana. Neste novo pleito, ela visa lutar para combater as opressões às minorias e o preconceito no ambiente de trabalho, que segundo Keity, é uma das principais dificuldades enfrentadas pela comunidade trans. "Pretendo criar cotas para a comunidade trans nas empresas. Sinto na pele o preconceito e a dificuldade que é conseguir um emprego digno", disse.