Plantão

Sáb, 22/09/2018 | Atualizado em: 22/09/2018 às 05h01


Plantão

Assassino Pescador cai na 'rede' da polícia

Euzeni Daltro
A+ A-

O pescador Nivaldo do Espírito Santo dos Santos, 36 anos, foi preso, ontem pela manhã, em cumprimento a um mandado de prisão temporária, após se apresentar acompanhado por um advogado na sede do Departamento de Homicídios (DHPP), na Pituba. Ele é suspeito de ter assassinado a ex-companheira, a cozinheira Jaqueline Conceição da Anunciação, 38, com golpes de um espeto de metal.

O crime foi cometido na frente dos três filhos do casal, na noite do último domingo (16), na casa da mãe da vítima, localizada na Rua Boa Esperança, em Nova Brasília, no bairro de Itapuã.

Jaqueline voltou a morar com a mãe há quatro meses, quando se separou de Nivaldo pela terceira vez. De acordo com informações da Polícia Civil, o pescador matou a ex-mulher por não aceitar o fim do relacionamento.

Apesar do alívio por Nivaldo ter sido preso, a família de Jaqueline carrega a preocupação de que ele seja posto em liberdade sem pagar pelo crime que cometeu.

"Eu espero que ele pague pelo que fez. A justiça vai ter que ser feita. Esse crime bárbaro não pode ficar impune. Ele tem que ir a júri popular", afirmou Josemara Conceição da Anunciação, 35, irmã de Jaqueline. "Não tem possibilidade de um juiz soltar um monstro desse para viver junto com pessoas de bem. Um monstro desse não tem condição nenhuma de viver em sociedade", desabafou a mãe da vítima, a dona de casa Ana Lúcia Conceição, 54.