Viver Bem

Sex, 21/09/2018 | Atualizado em: 21/09/2018 às 09h28


Viver Bem

Fique atento à saúde intestinal

Nágila Santana
A+ A-

Apesar de ser o tipo de tumor mais curável e prevenível, o câncer colorretal é um dos que mais mata, devido à desinformação a respeito da doença, como explica o presidente da Sociedade de Gastroenterologia da Bahia, Jardel Soares Caetano. "Este tipo de câncer se dá pela proliferação de células anormais que avançam e causam graves sintomas, podendo levar a óbito", pontua. Quando o indivíduo não obtêm as informações a cerca da enfermidade, pode acarretar em um diagnóstico tardio e um tratamento menos assertivo.

Para mudar esse cenário, é realizada neste mês a campanha Setembro Verde, que visa combater a neoplasia e diminuir o número de casos no país. De acordo com estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA), esse é o terceiro tipo de câncer mais frequente entre homens e o segundo entre mulheres. "Por isso, a Sociedade de Gastroenterologia busca, juntamente à campanha, alertar a população sobre a importância do rastreamento do câncer. A medicina dispõe hoje de exames que podem detectar lesões cancerígenas e, através, disso, damos início ao tratamento", explica.

Dentre as formas de prevenção, o médico destaca a pesquisa de sangue e a colonoscopia. "De início, indicamos aos pacientes que sentem algum sintoma que realize rotineiramente os exames de prevenção, faça a pesquisa de sangue oculto nas fezes, pois, os tumores em estágio inicial causam um pequeno sangramento. Esse tipo de exame é recomendado a partir dos 45 anos e tem que ser feito anualmente. Caso seja constatada alguma alteração, recomendamos a colonoscopia, que detectará pólipos no intestino e, através disso, o endoscopista pode, na mesma hora, eliminá-los, impedindo a evolução da doença", ressalta.

Ficar atento à saúde intestinal e aos hábitos considerados fatores de risco, além dos exames de prevenção, são as principais ferramentas no combate ao câncer colorretal.