Tá Quente!

Qui, 20/09/2018 | Atualizado em: 20/09/2018 às 07h51


Tá Quente!

'Olha a Faca!' Presidenciáveis terão segurança reforçada

Juliana dia
A+ A-

A TARDE BSB

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse ontem (19) que vai autorizar o aumento do efetivo de Policiais Federais que acompanham os candidatos à presidência da República em atos de campanha. Com a medida, 25 policiais acompanharão os presidenciáveis para prevenir ataques como o ocorrido com o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), que levou uma facada que quase lhe custou a vida, durante um ato de campanha em Minas Gerais, no dia 6 de setembro. A informação foi dada em coletiva à imprensa na cidade de São Paulo.

Jungmann adiantou que existe uma "alta probabilidade" de que o primeiro inquérito da Polícia Federal (PF) quanto ao ataque a Bolsonaro seja concluído nesta semana. "Se faltar alguma perícia, algum dado, se pede mais dois, três dias, pra fazer essa conclusão, mas não deve exceder disso", explicou.

O ministro também explicou que uma segunda investigação sobre o caso será feita a partir da perícia em computadores e celulares do agressor para coletar mais informações quanto a contatos e recursos, para conseguir verificar, inclusive, se existiram mais pessoas envolvidas no crime.