Tá Quente!

Sáb, 15/09/2018 | Atualizado em: 15/09/2018 às 05h18


Tá Quente!

Foi 7 a 1 Lewandowski quer mais tempo

Da Redação
A+ A-

Ricardo Lewandowski, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) pediu ontem vista, ou seja, um adiamento do julgamento virtual de mais um dos recursos que buscam garantir liberdade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com a decisão, o caso deverá ser julgado de forma presencial no plenário do Supremo Tribunal Federal, em Brasília. A data ainda não foi definida.

O placar do julgamento estava em 7 a 1, a favor de manter a prisão do ex-presidente, sendo realizado em ambiente virtual, no qual os ministros votam de forma remota, pelo computador, sem se reunir presencialmente para debater. Já que se trata de uma decisão já existente.

Segundo assessores do ministro Lewandowski, ele pediu mais tempo para analisar o caso por conta da divergência apresentada pelo ministro Marco Aurélio, que votou pela soltura de Lula. Após liberar o caso para julgamento, caberá ao presidente da Corte recém assumido, Dias Toffoli, marcar a data de apreciação do recurso.

O recurso protocolado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é contra a decisão do plenário da Corte, que negou um habeas corpus antes da prisão em abril.