Nas Ruas

Sex, 14/09/2018 | Atualizado em: 14/09/2018 às 05h16


Nas Ruas

Cavalo Marinho: responsáveis viram réus

Nana Matos
A+ A-

A TARDE SP

O Tribunal de Justiça da Bahia aceitou a denúncia do Ministério Público (MP-BA) que acusa Lívio Garcia Galvão Júnior e Osvaldo Coelho Barreto, proprietário da CL Transporte Marítimo e marinheiro, respectivamente, por homicídio culposo e lesão corporal culposa referente ao naufrágio da embarcação Cavalo Marinho I, na Ilha de Itaparica, em agosto de 2017. A denúncia foi feita, no dia 30 de agosto, com base nos laudos periciais que apontam que ambos agiram com "imprudência e imperícia". Na ocasião, 19 pessoas morreram e outras 54 ficaram feridas.

Para o promotor Ubirajara Fadigas, os depoimentos das testemunhas deixam claro que as condições climáticas no dia do ocorrido não eram favoráveis e cabia ao comandante da embarcação a decisão de prosseguir ou não com a travessia. O dono da embarcaçãofoi denunciado por "ter autorizado e efetuado a reforma da embarcação, sem possuir as habilidades técnicas par tal finalidade".