Plantão

Qui, 13/09/2018 | Atualizado em: 13/09/2018 às 05h00


Plantão

Espertão Golpista tira onda pelas 'proezas'

Raul Aguilar e Gabriel Ribeiro
A+ A-

Os crimes do estelionatário e hacker Jean Pierre Loz, 43, são dignos de um filme de Hollywood.

Durante a apresentação do golpista, ontem, na sede da Polícia Civil, na Piedade, Jean fez questão de se gabar de seus feitos.

Em 2004, o estelionatário montou uma quadrilha com mais quinze pessoas e desviou 80 milhões de reais das contas bancárias da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). "Em 2004, as empresas não imaginavam que poderiam existir crimes pela internet e nem que um e-mail poderia conter um programa capaz de copiar tudo que o usuário digita e vê. E foi através de um e-mail que consegui o login e a senha da conta do órgão, aí foi fácil transferir para as minhas", relatou Jean.

Outro crime notório cometido pelo hacker foi contra a prefeitura de Santa Helena, no Paraná. "Eu transferi R$ 800 mil da conta da prefeitura, que estavam empenhados para pagar os servidores. Esse caso passou até na TV. A galera ficou revoltada", revelou.

Jean Pierre Regensdorf e Fillipe Trentin Silva são alguns dos nomes usados pelo estelionatário para esconder sua identidade.

Com quatro mandados de prisão expedidos pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina e pela Justiça Federal, em Blumenau (SC), Jean soma cerca de 40 anos de pena.

Em 2013, ele recebeu um indulto de Natal e fugiu para o Uruguai, onde ficou até 2017, quando a polícia comunicou à Interpol sobre o desaparecimento do criminoso.