Plantão

Ter, 11/09/2018 | Atualizado em: 11/09/2018 às 05h00


Plantão

Quadrilha é presa após ajudar parças a fugirem

Das Agências
A+ A-

A Polícia Militar da Paraíba prendeu ontem dez pessoas suspeitas de ligação com a fuga na penitenciária de segurança máxima Romeu Gonçalves Abrantes, o PB1, em João Pessoa. A quadrilha estava em um flat, na praia de Manaíra, na capital paraibana.

Segundo o comandante-geral da PM, coronel Euller Chaves, os cinco homens e cinco mulheres são da cidade de Campina Grande, no interior do Estado, e com eles foram encontradas armas, munições e drogas.

A ação no presídio tinha como objetivo libertar quatro homens que foram presos no mês passado, suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubos a bancos e carros-fortes.

Eles tinham sido presos em Lucena, na Grande João Pessoa, após atacarem uma equipe que fazia transporte de valores na BR-230, próximo à cidade de Cruz do Espírito Santo.

Até as 19h de ontem, a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) havia informado que 49 foragidos já foram recapturados. Pela manhã, o órgão havia divulgado que 105 presos fugiram, mas depois de uma recontagem, o número foi corrigido para 92. Homens fortemente armados explodiram o portão principal após trocarem tiros com policiais militares e agentes prisionais.