Nas Ruas

Ter, 07/08/2018 | Atualizado em: 07/08/2018 às 05h00


Nas Ruas

Greve População sofre nas filas pra conseguir se vacinar

Felipe Santana*
A+ A-

A greve dos servidores da Prefeitura de Salvador, iniciada ontem, causou transtornos aos pacientes que foram aos postos de saúde em busca de vacinação contra o sarampo e a poliomielite. Após o anúncio da paralisação dos servidores públicos , os postos disponíveis para vacinação estavam lotados. Em alguns casos, as pessoas eram obrigadas a procurar atendimento em outras unidades que funcionavam com o apoio de funcionários terceirizados. No Multicentro de Saúde de Amaralina a fila de espera era longa. Um funcionário que não quis se identifcar informou que o local estava recebendo muitas crianças, já que outros postos da região não estavam vacinando.

O pedreiro Geraldo Silva, 31 anos, tirou o dia de folga para levar a filha de 2 anos para receber a dose da vacina. Ele reclamou que o tempo de espera para o atendimento foi grande. "Como moro aqui em Amaralina, pensei que iria encontrar o posto vazio. Foi quando me contaram da greve geral. Com isso, fiquei preocupado com o tempo de espera", disse.

Já no 5º Centro de Saúde Clementino Fraga, na avenida Centenário, os pais que chegavam para vacinar os filhos eram informados na recepção de que os funcionários estavam paralisados.

* Sob a supervisão da editora Meire Silva