Esporte

Ter, 07/08/2018 | Atualizado em: 07/08/2018 às 05h00


Esporte

Edigar Junio volta a sorrir no Esquadrão

Lucas Cunha
A+ A-

Artilheiro do Bahia na temporada passada com 15 gols, 12 deles pelo Brasileirão, Edigar Junio voltou a balançar as redes, após quase três meses de seca, quando fez o gol de empate do Esquadrão contra o Fluminense, no domingo.

O camisa 11 do Tricolor não marcava desde o dia 13 de maio, quando fez dois gols, também pelo Brasileiro, no empate em 2 a 2 com o São Paulo. Nesse período, acabou ficando fora por uma lesão na coxa, até retornar no segundo jogo das finais da Copa do Nordeste, contra o Sampaio Corrêa, na Fonte Nova.

Desde então, Edigar vinha jogando, mas ainda sem estar no melhor da sua condição física e sem mostrar o bom futebol que apresentou no Brasileirão do ano passado. No domingo, contra o Flu, Edigar não fez uma grande atuação, mas mostrou oportunismo para marcar, de cabeça, o gol tricolor no Maracanã.

"Vinha me cobrando muito para poder voltar a balançar as redes e eu consegui. Agora é dar continuidade, com pés no chão, para continuar focado e poder seguir nesse caminho", disse Edigar, em entrevista após a partida no Rio de Janeiro.

Com o gol, Edigar chegou a nove no ano, um atrás dos artilheiros do time, Zé Rafael e Vinícius. Além disso, chegou a três gols no Brasileirão, alcançando Régis e Gilberto na artilharia do Bahia na Série A.

Após o jogo contra o Fluminense, o técnico Enderson Moreira declarou que deve preservar alguns jogadores para a partida de amanhã, às 21h45, no estádio Luis Tróccoli, em Montevidéu, no Uruguai, contra o Cerro, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Duas novidades certas são nas laterais: por não estarem inscritos na Sul-Americana, Bruno e Paulinho voltaram para Salvador após o jogo no Rio contra o Fluminense.

Com isso, Nino Paraíba, recuperado de lesão, e Léo, que não pôde jogar no domingo por ter o passe ligado ao Fluminense, voltam ao time.

Além deles, viajaram de Salvador para se juntar à delegação que foi para Montevidéu o meia Régis, que estava suspenso no Brasileiro, e o atacante Kayke, recuperado de lesão.