Esporte

Seg, 06/08/2018 | Atualizado em: 06/08/2018 às 05h00


Esporte

Leão fica no empate em casa

Raul Aguilar
A+ A-

Na primeira partida sem o comando de Vagner Mancini, o Vitória empatou em 1 a 1, ontem, contra os reservas do Cruzeiro, no Barradão. Os destaques da partida foram os goleiros. Ronaldo, pelo Leão, no primeiro tempo, e Rafael, pelo Cruzeiro, na etapa final.

Com o resultado, o Rubro-Negro foi a 19 pontos e segue fora da zona de rebaixamento da Série A.

O técnico interino do Leão, João Burse, colocou três volantes, tentando manter o domínio do meio-campo ou ao menos impedir a posse de bola celeste. Não deu certo.

O Cruzeiro passou a atuar pelas pontas e dominou o primeiro tempo, obrigando o goleiro Ronaldo a fazer boa defesa no chute de Mancuello. Rafael Sobis chegou a carimbar a trave aos 26 minutos.

Aos 35, o Cruzeiro teve uma grande chance com Bruno Silva. Mancuello cruzou, o goleiro Rubro-Negro espalmou nos pés do volante, que chutou em cima de Aderllan. Aos 38, Rafael Sobis voltou a assustar em cobrança de falta, obrigando Ronaldo a fazer uma boa defesa.

O Vitória voltou do intervalo melhor. Aos três, Aderllan cruzou na área e Walter Bou escorou: a bola passou perto. Aos cinco, um pênalti não marcado para o Leão: David deu um tranco em Yago na área, mas o juiz mandou seguir.

Aos nove, foi a vez da Raposa assustar. Dentro da área, Rafael Sobis girou e chutou no travessão. Aos 13, Neilton perdeu um gol incrível. Yago chutou e o goleiro celeste espalmou nos pés do atacante rubro-negro, que, com o gol aberto, carimbou a trave.

A entrada de Erick no lugar de Marcelo Meli deu mais ofensividade à equipe rubro-negra. O atacante assustou aos 22, chutando forte, mas para fora.

Aos 25, o juiz marcou pênalti para o Vitória, após Murilo derrubar Neílton na área. O camisa 10 do Leão cobrou no canto direito do goleiro Rafael para abrir o placar.

O empate da Raposa veio quatro minutos depois. Arrascaeta cobrou falta na cabeça de Manoel que, no primeiro pau, empurrou para a rede.

Aos 42, foi a vez de Wallyson obrigar o goleiro celeste a fazer um boa defesa. Pela esquerda, o atacante driblou o lateral-direito Ezequiel e chutou forte. Rafael a espalmou.

Aos 45, o lance que deixou o treinador Mano Menezes na bronca. Arrascaeta cobrou escanteio na cabeça de Manoel que, no primeiro pau, mandou para a rede. O juiz marcou corretamente falta do zagueiro celeste em Aderllan, defensor rubro-negro.

Ao término da partida, o treinador do Vitória, João Burse, destacou a entrega da equipe e se colocou à disposição para seguir no comando do Leão.

O Rubro-Negro terá uma semana para se preparar para o próximo confronto, que será disputado neste domingo, contra o Grêmio, no Barradão.

O Vitória não vai poder contar com o volante Arouca, que tomou o terceiro cartão amarelo e terá de cumprir suspensão.

O Vitória folga hoje e se reapresenta amanhã. A tendência é que João Burse siga no comando da equipe como interino, até que a diretoria contrate um novo treinador.