Esporte

Sáb, 04/08/2018 | Atualizado em: 04/08/2018 às 05h00


Esporte

O 'Maraca' tem que ser do Esquadrão

Tiago Lemos
A+ A-

O assunto chega a ser chato de tão repetitivo: o Bahia joga muito bem como mandante, mas erra em exagero como visitante. Por isso, somou 16 dos 17 pontos pelo Brasileirão na Arena Fonte Nova.

Amanhã, às 19h, porém, o jogo será disputado no Rio, contra o Fluminense. Próximo da zona de rebaixamento – tem um jogo a menos –, o Esquadrão precisa fazer pontos.

"A gente vai pro Rio com a proposta de vencer, de evoluir nosso padrão de jogo. A gente vem crescendo muito. Vamos pra lá para vencer, mas sabemos que precisamos pontuar", contou Gregore, consciente que um empate já será um bom resultado.

O único ponto conquistado fora de casa foi com Enderson Moreira no comando técnico: empate por 1 a 1 com a Chapecoense, pela 13ª rodada.

E de acordo com Gregore, o treinador tem elevado o nível de sua parceria com Elton. "A gente [Gregore e Elton] já se conhece há bastante tempo, sete meses juntos. Com o Professor Enderson ganhei um pouco mais de liberdade. A gente está bastante entrosado. Nos últimos quatro jogos fizemos o trabalho que o professor vem pedindo. Elton tem muita qualidade, ajuda muito", explicou Gregore.

Para a partida, o Bahia deve repetir a equipe que empatou por 0 a 0 com o Palmeiras na última quinta-feira, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

A única dúvida é se Mena vai ficar no clube até a partida. O lateral-esquerdo chileno deve jogar o restante da temporada pelo Racing, da Argentina. Tanto que o Bahia confirmou ontem a contratação do ala Paulinho, de 23 anos, que já foi regularizado.

O outro jogador da posição é Léo. Titular do Esquadrão, ele cumpriu suspensão contra o Palmeiras e não pode enfrentar o Fluminense por questões contratuais, assim como o volante Edson.