Tá Quente!

Qua, 04/07/2018 | Atualizado em: 04/07/2018 às 05h01


Tá Quente!

Perdeu! Barão é condenado a 30 anos de xadrez

A+ A-

O empresário Eike Batista foi condenado a 30 anos de reclusão por crime de corrupção e lavagem de dinheiro pelo juiz da 7ª Vara Federal Criminal, Marcelo Bretas. Além dele, o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo (esposa de Cabral), Wilson Carlos, Carlos Miranda e Flávio Godinho também devem ver o sol nascer quadrado.

A decisão é fruto da 'Operação Eficiência', que descobriu desvios de cerca de R$ 380 milhões em propina operada pelo grupo político de Cabral.

No caso, a Polícia Federal investigou os contratos fictícios de consultoria prestados pela empresa Arcadia Associados, que deveria intermediar a compra de uma mina na Colômbia para a EBX, de Eike Batista. O serviço nunca foi prestado, mas gerou receita de US$ 16,5 milhões, pagos por Eike à empresa, que repassou o dinheiro às contas de Cabral no exterior.

Os defensores de Eike Batista justificam que o MPF não comprovou a origem das transações financeiras da operação.