Plantão

Seg, 02/07/2018 | Atualizado em: 02/07/2018 às 05h00


Plantão

Manhã de terror O 'apocalipse' do hóspede maldito

A+ A-

O idoso Arlindo Ferreira Torres, 61 anos, e Samuel Rocha dos Santos, 33, foram executados a tiros na noite do sábado (30), em Dias D'Ávila, Região Metropolitana de Salvador.

Era por volta das 10h, quando quatro homens invadiram a residência do idoso, na Rua Beta, no bairro Entrocamento, e atiraram contra eles. Os dois ainda foram levados a uma unidade de saúde do município, mas não resistiram aos ferimentos.

Segundo o major Sérgio Dias, comandante da 36ª CIPM (Dias D'Ávila), Arlindo pode ter sido morto por ter hospedado em casa, há alguns dias, Edvan Guimarães Santos, 22, o Mad Max, traficante de drogas de Simões Filho que estava foragido.

Mad Max foi morto no dia 19, também detro da casa do idoso. "A informação preliminar é que Arlindo foi assassinado porque escondeu Mad Max em casa. Samuel pode ter sido morto só porque estava no local. Não sabemos se ele também estava envolvido na situação de Mad Max", disse Dias.

Ainda na noite do sábado, uma hora depois do duplo homicídio, policiais militares da 36ª CIPM e das Rondas Especiais (Rondesp/ RMS) prenderam Jucimar Lima da Silva, o Nem, Joanderson dos Santos da Cruz e Sandro Gonçalves, o Careca, suspeitos dos homicídios.

Jucimar e Joanderson foram detidos no mesmo bairro onde ocorreu o crime. Já Sandro foi preso na Rua do Convento - Fazenda Santo Antônio -, em Mata de São João.