Esporte

Qua, 27/06/2018 | Atualizado em: 27/06/2018 às 05h00


Esporte

Bahia joga pro gasto e vai em busca do bi

Rafael Tiago Nunes
A+ A-

O Bahia é finalista da Copa do Nordeste. Não foi fácil, não foi bonito, mas o importante foi garantir a classificação ao final dos 180 minutos. Para o Tricolor bastava um empate. E quem pensou que o time iria pra cima por jogar em casa, diante da torcida, se enganou. A equipe de Enderson Moreira atuou com o regulamento debaixo do braço e garantiu um empate sem graça e sem gols, suficiente para o torneio, mas não para a torcida, que vaiou.

Após o mistério nos últimos dias sobre jogar ou não com um centroavante de ofício, Enderson preferiu começar com Elber e deixar o jovem Geovani Itinga no banco tricolor. Sem um especialista na área, o time teve muitas dificuldades para finalizar.

Com a necessidade de vencer o Bahia por dois gols de diferença, o Ceará fez o que se imaginava e foi pra cima. Aos 15 minutos, Felipe Jonatan fez boa jogada, cruzou para Douglas Coutinho, que testou com perigo, por cima do gol de Anderson, que levou outro susto em mais um lance aéreo.

Os dois lances acordaram o Tricolor. E, aos 22, Nino cruzou na área e Mena apareceu como surpresa na área para finalizar, mas o goleiro Everson, atento, fez boa defesa.

O Esquadrão continuou insistindo, mas foi o alvinegro que voltou a ameaçar. Aos 27, Luidy cruzou rasteiro para Douglas Coutinho, que, sozinho, finalizou para fora.

Na segunda etapa, a equipe cearense foi toda pra cima, mas faltou competência e tranquilidade. Bom para o goleiro Anderson, que praticamente não trabalhou.

Enquanto isso, o Baêa, que recuou o time, esperava para encaixar um contra-ataque e matar partida, mas o tão esperando momento não chegou e foi só: Bahia 0 x 0 Ceará.