Plantão

Qua, 27/06/2018 | Atualizado em: 27/06/2018 às 05h00


Plantão

Travesti é roubada e executada

A+ A-

"Por ser homossexual, ele estava vulnerável, pode ter sido homofobia. A gente não sabe o que aconteceu. O que sabemos é que ele não tinha envolvimento com drogas, não tinha inimigos", disse um familiar de Jonatas da Silva Pelegrino, 21 anos, encontrado morto na manhã de segunda-feira (25), em Brotas, próximo à última passarela da Avenida Bonocô, sentido Iguatemi.

Índia, como Jonatas era mais conhecido, foi assassinada com dois tiros na cabeça e no ombro esquerdo, na Rua Climério Montanha – na localidade da Torre –, por volta das 4h30 da madrugada.

O corpo foi encontrado por populares, no início da manhã. Todos os pertences dela foram levados.

Sem se identificar, um amigo da travesti revelou que ela saía às noites para se prostituir e costumava trabalhar na região das Sete Portas.

"Saía todos os dias. A gente dava conselhos, mas ele não ouvia. Dizia que se precisasse de qualquer coisa, a gente ajudava", contou o rapaz.

Ela foi vista pela última vez na noite do domingo (24), quando foi visitar outro amigo no bairro Cosme de Farias.