Nas Ruas

Ter, 19/06/2018 | Atualizado em: 19/06/2018 às 05h00


Nas Ruas

Copo vazio Autuações da Lei Seca crescem em toda Bahia

A+ A-

Os números de autuações em fiscalização da Lei Seca – que completa dez anos hoje– cresceu na capital e no interior baiano. Em Salvador, o aumento chegou a 119% e, na Bahia, alcançou 151%.

A capital registrou uma média de aproximadamente nove autuações por dia. Foram 30.811 infrações registradas (flagrantes e recusas de se submeter ao teste) de 2008 a 13 de junho de 2018. Neste mesmo período, a Transalvador realizou cerca de 296 mil abordagens, 85 por dia.

O superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller, afirmou que só visualiza pontos positivos na atuação da Lei Seca. Para ele, apesar de ainda haver "muito desrespeito", é "inegável" que houve uma mudança de comportamento da população.

"As pessoas passaram a se preocupar se vão voltar de táxi ou de Uber. Não se via isso há dez anos. Isso ocorre em função da fiscalização mais rígida. Mas ainda há muito a mudar. A punição tem que ser exemplar", disse.

Já o coordenador de fiscalização do Detran, capitão Márcio Santos, considerou que a população "ainda não se conscientizou". "O condutor só vai mudar quando for educado e fiscalizado. Não faz sentido se não houver cobrança nas ruas".