Seg, 11/06/2018 | Atualizado em: 11/06/2018 às 05h00

Mistério Polícia busca pistas sobre morte na Pituba

Euzeni Daltro
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O empresário Luciano Rodrigues Vieira, 43 anos, teve morte cerebral diagnosticada no Hospital Geral do Estado (HGE), para onde foi levado na madrugada de sábado (9), após ser achado ferido próximo à residência de parentes na Rua Engenheiro Adhemar Fontes, no bairro da Pituba.

As circunstâncias em que Luciano foi ferido ainda são investigadas pela polícia. "Ele estava no bar Preto e saiu. O que aconteceu no caminho é o que a gente não sabe. Se teve algum problema no bar ou no caminho", afirmou o delegado Lúcio Ubiracê, que estava ontem no plantão do posto da Polícia Civil do HGE.

De acordo com Ubiracê, Luciano tinha apenas uma mancha roxa no olho direito, como se estivesse levado um murro. O delegado confirmou ainda que o empresário esteve no bar Preto, localizado na mesma rua onde foi encontrado, entre às 22h e 23h de sexta-feira (8) e, por isso, solicitou imagens do circuito de câmeras de segurança do estabelecimento.

Informações disponíveis na ocorrência do posto da Polícia Civil do HGE dão conta de que Luciano deu entrada na unidade com lesões e traumas causados por espancamento e, devido ao estado de saúde dele, os investigadores não tiveram como questioná-lo sobre o ocorrido.