Qua, 06/06/2018 | Atualizado em: 06/06/2018 às 05h00

Taxa de homicídios bate recorde no País

Das Agências
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Cerca de meio milhão de assassinatos foram registrados entre 2006 e 2016 no Brasil, que pela primeira vez em sua história ultrapassou a taxa de 30 homicídios por 100.000 habitantes nesse último ano, segundo um estudo divulgado ontem.

Em 2016, último ano com estatísticas disponíveis, houve um recorde de 62.517 homicídios, de acordo com um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e do prestigioso Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O número é quase 26% maior que dez anos atrás e coloca o Brasil como um dos países mais violentos do planeta, com uma taxa de homicídios de 30,3 por cada 100.000 habitantes, 30 vezes mais que a média europeia, aponta o relatório.

"O Brasil atingiu, pela primeira vez em sua história, os 30 homicídios por cada 100.000 habitantes", destacam os pesquisadores. "Nos últimos dez anos, 553.000 pessoas morreram de forma violenta no Brasil", acrescentaram.

Os mais afetados foram os jovens, os negros e os pobres, enquanto os brancos, que representam cerca de metade da população, sofreram 28,5% dos homicídios em 2016. Para os homens de entre 15 e 29 anos, a taxa de homicídios disparou a quase 281 por cada 100.000 habitantes.