Esporte

Ter, 05/06/2018 | Atualizado em: 05/06/2018 às 12h50


Esporte

Na UTI Leão tem a pior zaga da Série A

Rafael Teles
A+ A-

A goleada por 5 a 2 imposta pelo Santos, no último domingo, pelo Brasileiro, é um ótimo recorte do Vitória versão 2018. Um time que dificilmente passa em branco, mas que sofre para se defender e é constantemente castigado por isso.

Os gols marcados pelo Peixe fizeram o Leão romper a marca dos 50 tentos sofridos na temporada. Pior: ao ser vazado pela 54ª vez, superou o Vasco e assumiu o posto de time que mais levou gol entre os 20 da Série A neste ano.

Nas 39 vezes que entrou em campo em 2018, apenas em nove oportunidades o time terminou a partida sem ser vazado. Dessas, somente duas foram contra rivais da elite: Inter e Corinthians, ambas pela Copa do Brasil.

Na Série A, o time sofreu gol em todos os nove jogos que disputou. Já são 20 no total. A defesa do Vitória também é a pior do Brasileirão. A média supera dois gols por jogo.

Esse é um dos maiores motivos para a revolta dos torcedores, representados por um grupo que foi ontem ao aeroporto para protestar, no desembarque do grupo.

Tantos gols sofridos contribuem para outro número negativo: o de derrotas. Em 2017, quando quase terminou rebaixado, o Vitória perdeu 20 vezes na temporada. Esse ano, ainda no começo de junho, já são 13 derrotas.

Esses tropeços foram responsáveis por restringir o ano do Leão à necessidade de lutar contra a degola no Brasileirão. Derrotas para o rival Bahia custaram o Baianão. Depois, foi a vez de se despedir da Copa do Brasil. Por fim, três gols sofridos diante do modesto Sampaio Corrêa, e mais uma eliminação na temporada, essa na Copa do Nordeste.

De volta à zona de rebaixamento, resta ao Leão juntar forças para terminar o Brasileirão fora do Z-4. Roteiro que virou rotina para o torcedor rubro-negro.