Qui, 31/05/2018 | Atualizado em: 31/05/2018 às 05h00

Mão grande Galera bafa grana do SUS

das agências
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

A Polícia Federal (PF) deflagrou ontem, no sul da Bahia, a operação "Juramento de Hipócrates" para investigar o desvio de R$ 3,2 milhões do Sistema Único de Saúde (SUS) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Um dos líderes do esquema era um médico, por isso o nome da investigação remete ao juramento desses profissionais quando se formam.

Os criminosos criavam empresas 'fantasmas' que participavam de licitações da prefeitura de Itapebi. Entre os processos licitatórios, estão aqueles destinados à aquisição de medicamentos e insumos hospitalares, merenda escolar e livros didáticos.

A PF suspeita que a fraude foi executada em outros municípios baianos, cujos contratos irregulares podem ter chegado a R$ 14 milhões. Empresários, advogados e políticos que não tiveram os nomes revelados também são alvos da operação.