Viver Bem

Ter, 15/05/2018 | Atualizado em: 15/05/2018 às 05h01


Viver Bem

A primeira impressão ainda fica?

Catarina Alcântara*
A+ A-

O ditado "A primeira impressão é a que fica!" é antigo e as empresas vêm diminuindo as exigências com relação a aparência dos contratados. Mas algumas regras e comportamentos ainda são critérios para seleção de novos funcionários.

Segundo a coach formadora de líderes Rebeca Toyama, as pessoas se relacionam com a imagem que fazem das outras, e mudar essa imagem é uma tarefa difícil. "A impressão permanece no subconsciente e pode determinar o sucesso em um encontro, entrevista de emprego ou reunião com clientes", adverte.

Tatuagens, cabelos diferentes e roupas mais descontraídas podem não pesar tanto, mas é importante se precaver. "Vale 'estudar' um pouco as pessoas e o ambiente no qual vai se apresentar. Uma tatuagem pode não impactar no seu profissionalismo, mas um comentário de cunho político, religioso ou até crenças sociais devem ser evitadas ou analisadas com atenção", explica a coach.

A postura corporal também conta! "Mãos cruzadas, olhar difuso, expressão tediosa e inquietação são sinais de ansiedade e, muitas vezes, passam a impressão de falta de interesse", alerta Rebeca. "Sorriso, mãos abertas, fala firme e os olhos nos olhos são pontos imprescindíveis", indica.

* Sob a supervisão da editora Ellen Alaver