Esporte

Sex, 11/05/2018 | Atualizado em: 11/05/2018 às 05h00


Esporte

Mais uma para a conta

Tiago Lemos
A+ A-

O Vitória deu adeus à Copa do Brasil 2018 de forma melancólica. Ontem, em Itaquera, o Rubro-Negro não resistiu ao ímpeto corintiano e perdeu dos donos da casa por 3 a 1.

O empate sem gols no jogo de ida, no Barradão, havia deixado uma falsa esperança que a equipe comandada por Vagner Mancini poderia segurar a pressão do adversário. E nos primeiros minutos, foi isso que aconteceu.

O Leão começou bem posicionado lá atrás e aceso para buscar os contra-golpes. Denilson tinha uma ótima opção de passe para Neilton no lado esquerdo em boa subida vermelha e preta, mas atrasou a jogada e tocou em Yago, que chutou de longe, do lado direito, para uma fácil defesa de Cássio.

Dois minutos depois, aos 38, Neilton não afastou a redonda após cobrança de lateral, Gabriel cruzou rasteiro do lado direito e Caíque espalmou para o meio da área. Maycon bateu de primeira e abriu o placar.

No segundo tempo, Mancini colocou André Lima e tirou Willian Farias. Com um volante a menos e um atacante e mais, o Vitória buscou a agressão ao adversário, mas apanhou feio nos contra-ataques.

Aos 13 minutos, o Corinthians encaixou bons passes no ataque, e Jadson encontrou Romero livre pelo lado direito da defesa rubro-negra. O paraguaio chutou, Caíque fez boa defesa. Na sobra, o próprio atacante bateu rasteiro, por baixo do goleiro, e ampliou o prejuízo do Leão.

Aos 20, Romero aprontou novamente, desta vez pelo lado esquerdo da zaga do Vitória. O gringo soltou a bomba e Caíque espalmou. A bola ficou com Sidcley na esquerda. O lateral cruzou e a redonda sobrou para Romero marcar o terceiro, seu segundo tento na partida.

O Vitória diminuiu aos 30 minutos. Após escanteio curto, Guilherme Costa fez ótimo cruzamento e André Lima marcou de cabeça. A empolgação, contudo, durou pouco tempo. O adversário voltou a controlar a partida e ainda causou a expulsão de José Welison, pelo acúmulo de dois cartões amarelos.

Agora, o Vitória volta a focar no Campeonato Brasileiro. Vice-lanterna da competição com apenas um ponto somado em quatro jogos, o Rubro-Negro precisa vencer o Vasco neste domingo, às 16h, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro.

O sinal de alerta está ligado. Além dos oito gols levados na Série A, o Leão poderia ter saído do Itaquerão com uma goleada. Caíque fez boas defesas e Pedrinho ainda acertou o travessão em jogada individual.

Já são cinco jogos sem vencer, com três derrotas seguidas. Se não fizer boas contratações, o Leão terá vida ainda mais difícil que nos dois últimos anos, quando quase caiu.