Ter, 08/05/2018 | Atualizado em: 08/05/2018 às 05h00

Coca não matou sede e ainda deu em cana

Miriam Hermes
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Kelly Sales da Silva, 49 anos, foi presa em flagrante em um ônibus, pela Polícia Rodoviária Federal, com 2 kg de substância análoga a cocaína em estado líquido. Ela foi abordada na noite de domingo (6), no km 830 da BR-116, com o produto escondido na mala, dentro de vasilhames de açaí e guaraná. Kelly, que mora em São Paulo (SP), apresentou uma passagem com embarque naquele estado e desembarque previsto em Natal (RN) e disse que recebeu a droga em São Paulo e que apenas estava fazendo o transporte, pelo qual receberia R$ 1 mil.