Ter, 08/05/2018 | Atualizado em: 08/05/2018 às 05h00

Morte Traficantes não pouparam jovem

Jefferson domingos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Tristeza e comoção marcaram o enterro de Uelinton Brito de Jesus, 26, ontem, no cemitério de Plataforma. O rapaz, que era motorista de uma companhia de bebidas, foi morto a tiros anteontem à noite, por volta das 11h40, quando passava de carro pela Rua da Caixa D'Água, em Alto de Coutos, próximo ao Centro Educacional Margarida Brito.

Segundo um vizinho, que estava no enterro, Uelinton morava em Alto de Coutos e foi morto por uma "injustiça" cometida por traficantes de outra rua do bairro, que teriam confundido a vítima com um criminoso rival.

"Do jeito que está essa guerra do tráfico, tem aquela situação, né? Quem mora cá embaixo não pode subir, porque acha que todo mundo está envolvido", tentou explicar Antônio Carlos, que disse conhecer Uelinton há bastante tempo.

A namorada do jovem, Mayane dos Santos Santana, 24, também estava no veículo. Ela foi baleada duas vezes no abdômen e, até ontem à noite, seguia internada no Hospital do Subúrbio (HS).

Policiais militares da 18ª Companhia Independente da PM (Periperi) foram ao local do crime, mas não encontraram nenhum suspeito. Os militares isolaram a área até a chegada do Departamento de Polícia Técnica. O caso é investigado pela 3ª Delegacia de Homicídios Baía de Todos-os-Santos, do Departamento de Homicídios (DHPP), que ainda não tem pistas sobre autoria e motivação do crime.