Seg, 07/05/2018 | Atualizado em: 07/05/2018 às 05h00

Leão de dar pena!

amanda souza*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O Vitória não conseguiu vencer o Fluminense na tarde de ontem, no Barradão, e encerrou a quarta rodada do Campeonato Brasileiro amargando mais uma derrota na competição – a terceira seguida.

De virada, o Rubro-Negro perdeu por 2 a 1 da fraca equipe do Fluminense, e segue na zona de rebaixamento, dessa vez na vice-lanterna, com apenas um ponto conquistado.

A partida ficou marcada pela falta de inspiração de ambos os lados. A proposta de Mancini foi bastante ofensiva, entrou com três atacantes, mas na prática foi bem diferente. Além da falta de qualidade, a chuva também foi um fator prejudicial. Com o campo encharcado, era difícil construir jogadas bem trabalhadas, a não ser pela direita, com o lateral Jeferson, que apareceu bem pelo Leão.

E foi com a ajuda dele que, aos 21 minutos, Neilton abriu o placar para os donos da casa. Após passe de Wallyson, Jeferson rolou a bola pra trás e o atacante, de primeira, mandou direto pro gol de Julio Cesar.

Depois do gol, era esperado uma postura recuada do time para apostar nos contra-ataques. Mas o esquema ofensivo deixou espaço para o Tricolor carioca, que, mesmo com maior domínio, não conseguiu transformar as chances em gols.

No segundo tempo, o Fluminense voltou para virar o jogo. E se as jogadas em campo não deram resultados, restou à equipe carioca as bolas paradas, uma fragilidade antiga no Vitória. E assim começou a virada.

Numa cobrança de escanteio, a confusão na área deu a chance do empate. Paulo Dyego aproveitou o tumulto e encheu o pé para o gol de Caíque, que foi atrapalhado por Rhayner. Tudo igual no Barradão.

Jogando melhor, o Flu terminou premiado. Com a postura extremamente defensiva, o Vitória facilitou as chegadas do adversário que, em mais uma cobrança de escanteio, chegou ao gol da virada. Aos 40 minutos, Sornoza cobrou direto pra área e Pedro subiu sozinho para marcar de cabeça, dar o triunfo ao Fluminense e afundar o Leão na tabela.

As falhas na defesa ficaram bem evidentes. O time deixou de jogar muito cedo e viu Caíque, inseguro, sair mal do gol diversas vezes. A substituição do estreante Aderllan, que vinha bem na partida, também deixou claro que Kanu e Ramon não funcionam bem como dupla.

Sem tempo para lamentar, o time precisa corrigir os erros para enfrentar o Corinthians na próxima quinta-feira, em Itaquera, pelo jogo de volta da Copa do Brasil.

* Sob a supervisão do editor Rafael Tiago Nunes