Sex, 20/04/2018 | Atualizado em: 20/04/2018 às 15h33

Rússia corre sério risco

Tiago Lemos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Sucesso na Copa de 2014, o especial pré-Mundial feito pelo MASSA! agora vai trazer os detalhes das 32 seleções que disputarão o torneio 2018, na Rússia, de 14 de junho a 15 de julho.

Hoje, o foco é o Grupo A, formado pelo país anfitrião, além de Arábia Saudita, Egito e Uruguai. O Grupo B e as demais chaves serão apresentados nos dias de segunda-feira – a partir da próxima (edições + Esporte).

Cabeça de chave do Grupo A, a Rússia corre risco de repetir o feito negativo da África do Sul em 2010, de país-sede eliminada na primeira fase.

Comandada por Stanislav Cherchesov, os russos contam com uma linha de cinco na defesa e apostam nos contra-golpes.

No fim do ano passado, um 3 a 3 com a Espanha animou a torcida, mas a atual temporada veio com derrotas para Brasil (3 a 0) e França (3 a 1) – todos em amistosos. O time conta com o experiente goleiro Igor Akinfeev, 32 anos, mas perdeu o bom atacante Kokorin por causa de uma séria lesão no joelho.

Os russos vão abrir a Copa no dia 14 de junho, às 12h, diante da Arábia Saudita, zebra do torneio que é treinada por Juan Antonio Pizzi e atua no 4-3-3. O principal destaque é Al Abed, que atua no meio de campo.

O outro jogo da primeira rodada, dia 15/6, às 9h, será Egito x Uruguai. As duas seleções são mais favoritas. Os egípcios, treinados pelo argentino Héctor Cúper, voltam a disputar uma Copa 28 anos depois para impressionar. Apostam na fera Mohamed Salah, do Liverpool.

Os uruguaios, comandados por Óscar Tabárez, possuem um setor defensivo lutador e contam com a famosa dupla ofensiva formada por Cavani e Suárez.