Edição do dia
Qui, 12/04/2018 | Atualizado em: 12/04/2018 às 05h00

Assassinos Tripla execução ferve a madruga

Euzeni Daltro
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Dois adolescentes e outro jovem ainda não identificado pela polícia foram executados a tiros na madrugada de ontem, dentro de dois imóveis, na Rua Pitágoras, em Rio Sena. Moradores relataram que os jovens foram assassinados por cerca de 12 homens fortemente armados, a mando de um traficante conhecido pelo apelido de Paripe.

"Aqui é BDM [Bonde do Maluco], 'Tudo 3', e esse Paripe é de outra facção, não sei ao certo qual. Certo mesmo é que ele quer tomar o tráfico aqui e vive invadindo a área. Os meninos não se envolviam, mas andavam com os caras do movimento [tráfico], tiravam fotos e colocavam nas redes sociais", afirmou um morador.

Edson Vitor da Silva Santos, 15 anos, dormia na casa da família, quando os homens arrancaram a grade e invadiram a residência.

"Os caras trancaram a mãe dele e o irmão mais novo no banheiro e mataram o rapaz no quarto, deitado na cama", relatou o morador. Segundo ele, os criminosos mataram um cachorro da raça pinscher a tiros e levaram um filhote da mesma raça. Os cães estavam no imóvel.

Já Sérgio Luiz Pereira da Silva, 14 anos, e outro jovem dormiam no primeiro andar de outro imóvel, quando foram assassinados pelo grupo, que também arrombou a porta da casa.

Outro morador disse que o jovem ainda não identificado é conhecido como Zé Carlos. "A casa onde eles foram mortos é da família de Zé Carlos, mas o outro morava aí com ele", disse o morador.