Esporte

Qua, 11/04/2018 | Atualizado em: 11/04/2018 às 05h01


Esporte

Pelo Bahia Paixão até na Bolívia

A+ A-

As cidades de São Felipe, na Bahia, e de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, estão a 2,640.93 quilômetros de distância uma da outra. É chão que não acaba mais. Para Fábio Nunes, no entanto, o amor pelo Bahia supera qualquer dificuldade.

Hoje, o contador de 31 anos vai apoiar o Tricolor, que enfrenta o Blooming, às 21h45, no estádio Ramón Tahuichi Aguilera, pelo jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana 2018.

"É uma oportunidade única de ver o Bahia jogando em outro país e poder acompanhar", explicou Fábio Nunes, conhecido como Cebinho.

Sócio-torcedor do Bahia, ele saiu de São Felipe às 2h da madrugada com destino a Salvador. A programação ainda envolve deslocamento para São Paulo a partir das 6h20. De lá, voo para a cidade boliviana programado para as 12h15. São quase 3,5 mil quilômetros no total.

E o que vai gastar? "Algo em torno de R$ 2.500 a R$ 3 mil, já inclusas as passagens, que foram compradas antecipadamente. Mas o que conta é o amor pelo Esquadrão", explicou.

Em Santa Cruz de la Sierra, Fábio Nunes não terá trabalho para se deslocar. Afinal, seu amigo, o engenheiro civil João Paulo Mota, 32 anos – também de São Felipe –, mora na cidade desde maio de 2014.

Mas quando perguntado sobre o que fazer na Bolívia, Cebinho só pensa na partida. "A programação é ver o Bahia em outro país", disse.

Confiante em um bom resultado, o contador arrisca um 3 a 1 para o Tricolor. "Os jogadores estão se doando bastante e vamos trazer o triunfo da Bolívia", garantiu.

Sobre as peças que estarão em campo logo mais, as apostas para resolver são: "Régis, Zé Rafael e Edigar Junio, sem esquecer do goleiro Douglas", explicou Fábio Nunes.