Edição do dia
Seg, 09/04/2018 | Atualizado em: 09/04/2018 às 05h00

Vandalismo Busão tricolor é recebido a pedradas

AMANDA SOUZA*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Na chegada para o último jogo da final do Campeonato Baiano, na tarde de ontem, no Barradão, o ônibus do Bahia foi apedrejado.

A torcida do Vitória, que fez uma bela festa na chegada da delegação do Leão, o famoso 'Corredor Rubro-Negro', também protagonizou cenas lamentáveis ao receber o rival.

Sem usar o veículo com plotagem tricolor, o Bahia chegou ao Barradão num buzu comum de viagem, com o objetivo de passar despercebido. A tática, no entanto, não deu certo. Torcedores do Vitória jogaram pedras, que destruíram janelas e danificaram o ônibus. Ninguém saiu ferido.

O saldo da bagunça foram duas janelas quebradas, um funcionário atingido, o preparador físico Valdir Junior, e um Bahia que entrou ainda mais motivado para levantar a taça de campeão na casa do maior rival.

Vitor Ferraz, vice-presidente do Tricolor, disparou contra a estrutura do Estádio. "Isso é um sub-estádio. Esse chiqueiro tem que ser interditado", disse. Além da declaração polêmica, Vitor confirmou que o jurídico já estava prestando.

* Sob a supervisão do editor Rafael Tiago Nunes