Nas Ruas

Qui, 05/04/2018 | Atualizado em: 05/04/2018 às 05h01


Nas Ruas

Perigo Defensas metálicas oferecem riscos

Henrique Almeida*
A+ A-

Somente na Avenida Paralela, o condutor encontra 22 guard rails em situação de perigo. Ou seja, não estão enterrados no chão, nem com a ponta protegida. No sentido Centro – São Cristovão, a equipe de reportagem de A TARDE contou 13 defensas metálicas que oferecem risco. No sentido inverso, nove.

Destes 22 guard rails, as maiores concentrações são em frente ao Shopping Paralela, onde há três equipamentos consecutivos com a ponta sem proteção, a mesma quantidade é encontrada na altura do Bairro da Paz, no local onde ocorreu o acidente que levou a óbito a condutora Ana Carolina e deixou o marido dela, Leandro Neri, e o bebê do casal, o Caio, feridos na manhã da última terça-feira, após se chocarem com um guard-rail que transfixou o veículo.

Para além do equipamento, outros obstáculos sem aviso foram instalados em alguns pontos de Salvador. Na avenida Barros Reis, bocas de lobo desniveladas com o asfalto levam perigo ao condutor, que, forçado a desviar, se expõe ao risco de colisão com outros veículos.

Na Avenida Bonocô e no Acesso Norte, estruturas metálicas e/ou de concreto colocadas sem aviso e peças aparentemente abandonadas, também, oferecem perigo para o motorista que trafega no local. As falhas das sinalizações de trânsito, também, ampliam os riscos, exigindo maior atenção. Em pontos da Paralela e da avenida Bonocô foram identificadas algumas faixas apagadas, causando confusão ao motorista.

*Sob a supervisãoda editora Meire Oliveira