Ter, 06/03/2018 | Atualizado em: 06/03/2018 às 05h00

Tá difícil mulher viver na Bahia!

da redação
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Não fosse pela denúncia de vizinhos, uma moradora do Parque Verde 1, em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador, seria mais uma a figurar na preocupante estatística de violência contra a mulher no estado. Ela e seus dois filhos foram vítimas de tentativa de homicídio após discussão com seu marido. O caso aconteceu na noite de domingo (4).

Acionada por moradores, a Polícia Militar foi ao imóvel da família e informou ao acusado que ele seria conduzido à delegacia por tentativa de homicídio. O homem, então, teria pedido para pegar uma camisa no quarto, mas se trancou no cômodo com a mulher e os filhos, de 7 e 17 anos, e ateou fogo no colchão.

Ao sentirem o cheiro de queimado vindo do interior da casa, os policiais entraram e controlaram as chamas até a chegada do Corpo de Bombeiros. Ninguém ficou ferido e o homem foi conduzido à delegacia, onde foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio.

Em Candiba, no centro-sul da Bahia, Simone Ana de Jesus, de 33 anos não teve a mesma sorte. Seu corpo foi carbonizado após o companheiro dela incendiar a casa em que eles moravam.

Segundo informações da Polícia Civil, o agressor, Paulo Cesar Brito Souza, 26, também teve ferimentos graves. O suspeito confessou o crime, foi preso e encaminhado para o Hospital Municipal, onde está custodiado.