Qui, 01/03/2018 | Atualizado em: 01/03/2018 às 05h00

E quando a gestação é de risco?

Amanda Souza*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O processo da gestação é um sonho para muitas mulheres. É criada toda uma esfera de idealização, cuidados e expectativas para aquele neném que vai chegar. Mas, e se por algum motivo essa gravidez precisar ser interrompida?

Os cuidados nos primeiros meses são essenciais para manter o feto saudável ao longo da gestação. No entanto, é possível que algumas anormalidades afetem o bebê e tornem a gravidez uma situação de risco para ele e/ou para a mamãe. Daí é que parte a decisão mais difícil: interromper ou não esse processo?

A psicóloga Laís Souza explica que esse é um momento de bastante angústia para os pais e toda a família. "É uma situação complicada, há muita expectativa e esperança envolvidas ali", disse.

Para Laís Souza, é muito importante que a família não exerça nenhum tipo de pressão sobre a decisão que será tomada pelo casal, já que "é um momento delicado e qualquer julgamento ou opiniões excessivas podem deixar a situação ainda mais tensa", explicou.

Em alguns casos, essa experiência se torna traumática e a mulher desenvolve dificuldades para ter filhos, ainda que haja desejo. "É como se surgisse um bloqueio a partir daquilo, por medo de que aconteça outra vez", conta Laís. Por isso, o acompanhamento psicológico é essencial para ajudar a mulher a superar o trauma.

Em uma situação como essa, é ideal que sejam ponderados todos os riscos aos quais os envolvidos estão expostos. Ao fim, a decisão do prosseguimento ou não da gravidez caberá aos pais da criança (dentro da legalidade prevista – detalhes no box ao lado).

O mais importante é que haja apoio dos envolvidos e acompanhamento médico que irá instruir e auxiliar no que for necessário.

* Sob a supervisão do editor-interino Tiago Lemos