Seg, 26/02/2018 | Atualizado em: 26/02/2018 às 05h00

Ato pede paz e justiça para caso de Kaíque

Felipe Santana*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

A mensagem "Pra quem tem fé, a vida nunca tem fim" estampava as camisas de amigos e familiares de Kaique Abreu, durante ato realizado na manhã de ontem no bairro da Graça, onde o estudante foi agredido, em 9 de fevereiro.

Moradores da rua Manoel Barreto, onde ocorreu a agressão, estenderam estenderam lençóis e toalhas da cor branca, simbolizando a paz. Ainda no local, participantes deitaram na pista e iniciaram um minuto de silêncio em memorária de Kaíque, que teve morte cerebral após a agressão.

*Sob supervisão da jornalista Hilcélia Falcão