Sáb, 24/02/2018 | Atualizado em: 24/02/2018 às 05h00

Galega da rifa é fuzilada em Simões Filho

DA REDAÇÃO
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O delegado Ciro Palmeiras, titular da 22ª Delegacia (Simões Filho), investiga o que motivou a morte de Dhennyfer Nocrato Soares Secundo, 31 anos, no início da tarde de ontem, no conjunto habitacional Palmeiras, no bairro Pintanguinha, em Simões Filho – na Região Metropolitana.

Ela foi executada com vários tiros no rosto dentro de um dos apartamentos do bloco 16, do residencial Minha Casa, Minha Vida. Testemunhas contaram à polícia que dois homens encapuzados chegaram ao local de moto, por volta das 12h30, e seguiram direto para casa de Dhennyfer. Os dados da motocicleta não foram anotados.

Ainda conforme populares, a mulher que também era conhecida como Galega da Rifa, estava grávida de quatro meses. Ela deixou dois filhos pequenos.

Nas redes sociais, amigos e familiares dela lamentaram sua morte. "Como foi bom conhecer, minha querida, com quanto tempo fazia que não te via, e agora... como vai ser? Eu morrer de saudades... e saber que não vou te ver nem olhar o seu lindo sorriso... Não quero acreditar", escreveu uma amiga, no Facebook .