Sáb, 24/02/2018 | Atualizado em: 24/02/2018 às 05h00

Fim de jejum Edigar volta com tudo!

Jefferson Domingos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Edigar Junio pôs fim a uma agonia pessoal, quando marcou o primeiro gol na temporada, de cabeça, no jogo de quarta, contra o Náutico. Artilheiro do time no ano passado, o camisa 11 se diz mais aliviado depois voltar a balançar as redes. "Tirei um pouco do peso. Atacante tem sempre que estar marcado e, graça a Deus, fiz esse tão esperado gol", contou.

Na estreia do Bahia na temporada, Edigar perdeu um pênalti contra o Botafogo-PB. O Tricolor saiu derrotado naquele jogo por 1 a 0. Ainda assim, o atacante lembrou que a torcida foi importante para superar o difícil período de jejum.

"Eu errei um pênalti, mas vi muitos torcedores me apoiando, inclusive nas redes sociais. Eu ainda citei que isso é uma torcida de verdade".

Em 2017, Edigar se destacou no Brasileirão quando atuou mais próximo do gol, escalado pelo técnico Carpegiani com a função de centroavante. Com o retorno de Guto Ferreira, o atacante tem atuado pelos lados, enquanto Kayke ocupa o centro. Apesar da queda de rendimento, Edigar disse que não tem problemas em jogar pelas pontas, desde que tenha liberdade para chegar na meta adversária.

Depois de marcar o primeiro gol na Copa do Nordeste, o camisa 11 vai ter que esperar mais um pouco para brocar no Baianão. Ele tem possibilidade de ser poupado da partida de amanhã, contra o Atlântico, na Fonte Nova. A tendência é que Guto faça algumas mudanças. O treinador não terá à disposição Lucas Fonseca, Vinícius, Edson e Rodrigo Becão, expulsos na confusão do Ba-Vi.

Na sexta-feira, Guto testou o time cheio de mudanças. Lembrados pela torcida, Allione e Régis devem começar jogando. O Bahia é 3º colocado com 11 pontos. Ainda sem vencer ninguém, o Atlântico é o lanterna.