Tá Quente!

Sáb, 17/02/2018 | Atualizado em: 17/02/2018 às 05h00


Tá Quente!

É guerra! Forças Armadas atuarão no Rio

Das Agências
A+ A-

O presidente Michel Temer assinou, no início da tarde de ontem, decreto que autoriza intervenção federal na segurança pública do estado do Rio de Janeiro.

"Tomo essa medida extrema porque as circunstâncias assim exigem. O governo dará respostas duras, firmes e adotará todas as providências necessárias para enfrentar e derrotar o crime organizado e as quadrilhas. Não podemos aceitar passivamente a morte de inocentes. É intolerável que estejamos enterrando pais e mães de família", disse Temer.

O ato, realizado no Palácio do Planalto, foi acompanhado pelo governador Luiz Fernando Pezão, ministros e pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Segundo Temer, o crime organizado é "uma metástase que se espalha pelo País e ameaça a tranquilidade do nosso povo".

"Por isso chega. Basta. Não vamos aceitar que matem nosso presente nem continuem assassinar nosso futuro", completou. Durante a declaração à imprensa, Temer destacou que a intervenção foi construída em diálogo com Pezão, Maia e o presidente do Senado, Eunício Oliveira. Ausente no Rio em razão de uma viagem à Europa, o prefeito da cidade, Marcelo Crivella (PRB) elogiou a decisão de Temer por meio de uma publicação no Facebook.

"Sou muito grato pelo reforço das Forças Armadas em nossa cidade e estado, para garantir a segurança do nosso povo", escreveu o bispo licenciado da Igreja Universal.

Pezão, por sua vez, disse que o Rio tem pressa e urgência em resolver a questão da violência. A Câmara dos Deputados convocou para as 19h da próxima segunda-feira (19) a votação do decreto. Se aprovado, seguirá para apreciação do Senado.