Edição do dia
Qui, 08/02/2018 | Atualizado em: 08/02/2018 às 05h00

Aleluia, Baêa! Brocada com estilo para pedir música

Tiago Lemos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Primeiro tempo sem gols, com pouca criatividade, e críticas pesadas ao técnico Guto Ferreira. Após 45 minutos do jogo de ontem, contra o Vitória da Conquista, na Fonte Nova, o Bahia caminhava para mais um péssimo resultado em 2018. Os mais de quatro mil tricolores vaiaram a equipe.

Do banco de reservas, Régis e Allione eram os mais indicados a mudar o cenário do jogo e aliviar a pressão sobre Gordiola.

O treinador, porém, apostou em Hernane na volta do intervalo, no lugar de Kayke. O Brocador surpreendeu os críticos, marcou três gols, deu assistência e foi peça fundamental na goleada por 6 a 1 sobre o Bode, que fez o Tricolor chegar a oito pontos no Campeonato Baiano.

Com o 'hat-trick', o centroavante pediu a música "Na mesa do Rei", de Damares, que fala em volta por cima.

Zé Rafael abriu o placar no minuto inicial do segundo tempo, em bela cobrança de falta. Aos oito, o primeiro de Hernane, que foi às lágrimas depois de completar toque de Mena. O Brocador fez o segundo aos 15, após rebote do goleiro em belo lance de Gregore. O terceiro foi aos 30, após cruzamento de Vinícius: 4 a 0.

Três minutos depois, Caça-Rato diminuiu para o Bode, que ainda viu o próprio Vinícius balançar a rede após assistência de Hernane. Régis fechou a goleada, de direita.